recubrimirntos2

 

Os revestimentos de queijos Becor Barbanza são o resultado do P+D realizado nos últimos anos pela empresa em um grande grupo de projectos de pesquisa que foram nanciados pela União Europeia e os programas sectoriais do Governo Regional da Galiza (Xunta de Galicia).

Esta nova tecnologia tem ajudado a produzir um grupo de revestimentos de queijo para a protecção da superfície contra o crescimento de fungos. A base desta tecnologia está na mistura e o entrecruzamento molecular dos biopolímeros naturais que se dissolvem na água. Estes biopolímeros são os mesmos que são amplamente utilizados na alimentação.

Os biopolímeros misturados com outros produtos naturais, produzem uma película sobre o queijo que ajusta a sua exsudação e impede o crescimento de fungos.

Esta tecnologia é o suporte dos revestimentos Riocobert e Natricobert. Estes são os únicos revestimentos de queijo do mundo que podem ser comidos.

Os biopolímeros também actuam como suporte e liberação controlada do antifúngico natamicina para impedir o crescimento de fungos. Para as necessidades de revestimentos em condições ambientais mais drásticas para os queijos, foram desenvolvidos Riocobert e Riocobert Plus.

O uso de tecnologias de medida espectrofotométricas, cromatogra a de HPLC, cromatografía de GC- Massas, IPC-Massas, ultra ltração, microbiologia e microencapsulação, permitiram o desenvolvimento destes produtos de última geração.